RH estratégico com baixo investimento é possível?
Gestão de treinamento e desenvolvimento para o RH estratégico: o que é?

Atividades operacionais e atuação estratégica: é possível conciliá-las e ter um RH de resultado?

Também escuto em meus cursos de RH Estratégico a seguinte questão: é possível conciliar as atividades operacionais com a atuação estratégica?

A resposta que costumo dar é sim. Que é possível conciliar, mas para isto acontecer é necessário planejamento e organização. Ou seja, um esforço extra.

Os processos operacionais devem ser automatizados e serem executados com maestria, tendo uma equipe qualificada por trás dos bastidores. Porque eles são vitais para organização. Todos os colaboradores querem sua folha de pagamento correta, que os depósitos sejam feitos na data determinada, que o valor do ticket alimentação esteja correto, entre outros.

Algumas vezes existe certa confusão de que um RH Estratégico é aquele que não executa atividades operacionais, que só faz o que é estratégico. Este é um equívoco que precisa ser esclarecido, as atividades operacionais não serão excluídas e nem tão pouco desvalorizadas pelo RH Estratégico. A excelência nos processos operacionais faz parte do RH Estratégico, porém devemos ir além dos processos operacionais.

Para uma atuação estratégica precisamos ir além da folha de pagamento, das rotinas trabalhistas, precisamos de processos que atuam em outras esferas como desenvolver pessoas, atrair, selecionar, desenvolver lideranças, comunicar estratégias e disseminar a cultura. E para isto acontecer é preciso que a estrutura do RH comporte estes dois movimentos, o estratégico e operacional que são faces da mesma moeda.

Espero ter contribuído com você. Nos encontramos nos próximos artigos.

Um abraço,

Katia Demeneck.