Atividades operacionais e atuação estratégica: é possível conciliá-las e ter um RH de resultado?
Ações educativas: como potencializá-las desenvolvendo multiplicadores internos?

Gestão de treinamento e desenvolvimento para o RH estratégico: o que é?

Para que o RH estratégico possa efetivamente acontecer é necessário ter os processos de treinamento e desenvolvimento bem estruturados e alinhados com as principais demandas da organização, ou seja é preciso ter a gestão estratégica de T&D. Gosto de explicar o que é gestão estratégica de T&D a partir de três elementos: gestão, estratégia e treinamento. Acompanhe a explicação olhando para a figura.

O primeiro elemento é a gestão, e fazer isto na prática, consiste em rodar o PDCA -planejar, executar, monitorar e corrigir.

Podemos aplicar o planejar – elaborando o plano anual de capacitações. O plano deve ser elaborado partindo das diversas demandas. Nesta etapa é crucial um bom levantamento de necessidades, que devem vir de várias fontes. Tome cuidado e não privilegie apenas as demandas vindas do plano de desenvolvimento individual- PDI, porque com isto você contempla apenas as necessidades dos cargos.

O executar deve estar de acordo com o que foi planejado.

O monitoramento e avaliação dos treinamentos é fundamental, assim como ações de correção em cima do que não tiver resultados dentro dos parâmetros definidos.

O segundo elemento é a estratégia. Por estratégia entendemos o alinhamento com as principais demandas do negócio. Se os treinamentos tiverem apenas voltados para cargos e correções de problemas, provavelmente estão com um foco muito operacional. A estratégia precisa de ações que contemplem as demandas futuras da organização e trabalhem para fortalecer a identidade e fortalecimento da cultura.

Como terceiro elemento apresentamos treinamento o qual preferimos chamar de soluções educacionais. Por que chamamos de soluções educacionais e não treinamento? Porque entendemos que soluções educacionais envolvem aspectos mais amplos do que temos da concepção de treinamento. Soluções sugerem maior diversidade de ações que vão desde cursos presenciais até visitas técnicas, grupos de aprendizado, tendo como apoio o uso de tecnologias. Estamos falando em vídeo aulas, games, trilhas de aprendizagem em plataformas educacionais.

Agora que olhamos cada elemento, percebemos que eles devem funcionar como uma engrenagem, um retroalimenta o outro, a junção de gestão, estratégia e soluções educacionais trará maior visibilidade e solidez aos programas educacionais porque saem das soluções pontuais “treinamentos soltos” e passa a ser programas de educação continuada.

Espero ter contribuído, nos encontramos nos próximos artigos!

Um abraço,

Katia Demeneck.