As cinco fases para implantar o RH estratégico
Pequenas e médias empresas podem ter um RH estratégico?

Qual o tempo de implantação de um RH estratégico?

Quando ministro as oficinas sobre gestão estratégica de RH, tenho escutado de alguns participantes, o seguinte questionamento: quanto tempo leva para implantar um RH Estratégico?

Respondo para eles “depende”, e alguns participantes me olham com uma certa insatisfação e ansiedade. Então começo a apontar cinco questões a serem consideradas antes de dar a resposta ao questionamento:

• A primeira delas está relacionada à disposição da alta direção e lideranças. Se este desejo for genuíno, e existir comprometimento e apoio, com certeza a implantação será mais tranquila e com menor tempo. Sem este apoio pode ser que as coisas aconteçam aos poucos, pois, poderão ter momentos de indecisão e retrocessos que impactarão diretamente na moral da equipe de RH e no tempo de implantação.

• A segunda diz respeito a própria equipe de RH, ou seja, o quanto ela está preparada e quer abraçar a causa. Se irá se comportar de modo resiliente, até mesmo ter coragem e determinação, para não desanimar quando as coisas não estiverem indo conforme o planejado.

• Depois, acredito que vem o grau de maturidade da organização quanto aos processos de RH. Quanto mais maduros, conectados a estratégia e integrados, mais irão apoiar a estrutura para uma gestão estratégica de RH. A maturidade dos processos dá credibilidade, e a credibilidade maior apoio da alta direção e lideranças.

• A quarta questão diz respeito a maturidade da organização em relação ao planejamento estratégico. Se já existir um processo estruturado de planejamento, se a organização tiver clareza dos seus objetivos e passar para áreas, então teremos o alinhamento estratégico organizacional e as diretrizes também para área de recursos humanos.

• A quinta questão a ser considerada está relacionada a cultura organizacional, pois ela influenciará diretamente na velocidade do projeto e nas ações para implantar a gestão estratégica de RH. Culturas fortes tendem a impulsionar projetos de mudança e ter sinergia entre estratégia, processos e pessoas. Por outro lado, culturas frágeis pecam pela falta de direcionamento e valorização das pessoas.

As questões apontadas facilitarão e/ou dificultarão a implantação da gestão estratégica de RH. Mas acredito que é possível realizar a implantação em um ano, com uma direção estratégica. Isto não quer dizer que todos os programas e alterações de processos estarão concluídos, mas que irão estar na agenda, ou seja, no planejamento estratégico de RH. Então acredito que é possível em médio prazo, de seis a doze meses, ter construído uma arquitetura para gestão estratégica de RH.

Mãos à obra! Quanto mais cedo você começar, mais rápido irá colher frutos.

Um abraço,

Katia Demeneck.