As 5 atitudes de alto impacto para resolver problemas!
Você está construindo a história que realmente quer?

O inferno são os outros! Será mesmo? Descubra agora!

Provavelmente você já ouviu e até mesmo falou a famosa frase “o inferno são os outros”. Mas já parou realmente para perceber esta afirmação. O próprio filósofo Jean-Paul Sartre já a contestava dizendo que nós sempre temos escolhas.

Isso mesmo! As pessoas a nossa volta podem tornar nossas vidas mais fáceis ou mais difíceis. Existem situações não controláveis que nos estabelecem relacionamentos dos quais não podemos mudar: nossos pais biológicos, irmãos e outros familiares. Porém podemos escolher todos os nossos outros vínculos, seja com quem iremos nos casar, ter amizade e também com quem iremos trabalhar. Ao termos escolhas, então, elas influenciarão nossa felicidade e nosso bem-estar.

Ao nos relacionar, damos poder aos outros a influenciar nossas vidas. Cabe então a seguinte reflexão: o que fazer com aquilo que os outro fizeram ou fazem para nós? Nossas experiências podem ter sido ruins, mas é impossível voltar ao passado, certo? Então cabe a nós mesmos ressignificarmos! Ficar pensando ‘eu poderia ter feito isto ou aquilo’ de nada irá adiantar! Ter pena de nós mesmos é algo vão, totalmente inapropriado, pois não mudaremos a situação, continuando a repetir os mesmos erros, nos colocando ou permanecendo em situações causadoras de sofrimento.

A vitimização é ruim também no aqui e agora. Ficar nos culpando porque continuamos sendo explorados, humilhados, sofrendo, sem fazer nada, é dar poder os outros. Cabe analisarmos, superando a situação para ver qual a nossa contribuição, por quais motivos estamos nos deixando ser explorados ou mesmo humilhados, sofrendo com isto.

Quando ficamos nas situações de sofrimento, se colocando como vítima, podemos até ter ganhos momentâneos, algum carinho ou atenção. Porém, no fundo sentimos insegurança sobre merecermos ser amados ou não.

Esteja no lado positivo da vida!

Perceba e absorva aquilo de bom dos outros nas nossas vidas, mas antes de tudo seja amigo de si, pois ficará mais fácil se relacionar com os outros. Quando se conhece, assumindo suas fragilidades, fica sem receio em ser conhecido pelos outros.

Evite se fechar no seu mundo, estando aberto a relacionamentos e amizades verdadeiras contribuindo para o crescimento doutro.

Faça uma análise rápida sobre você!

• Se considera atraente aos olhos dos outros?
• Já perguntou aos outros como eles te vêm?
• Se interessaria por si, se fosse outra pessoa?
• Seria seu amigo ou manteria relacionamento amoroso contigo?
• Acolhe pessoas, as aproxima, criando o desejo delas ficarem perto?
• Ou você se transformou no inferno delas?
• Quando está com os amigos, só reclama das coisas?
• Conversa sobre várias coisas, para compartilhar diversos conhecimentos ou só quer falar sobre
o que sabe?

Cuidado! Você pode ser o inferno dos outros, podendo ser aquela pessoa com a qual não vale a pena conviver e, se outras pessoas lhe aturam, muitas vezes é porque possuem baixa autoestima, sem conseguir defender suas opiniões e sentimentos.

Um abraço!,

Katia Demeneck