Dores físicas podem ser emoções mal revolvidas
Os 5 passos para avaliar a equipe e distribuir tarefas de acordo com nível de desenvolvimento

Estou desmotivado! Como vou motivar minha equipe?

É corriqueiro que líderes tragam para as sessões coaching sua desmotivação. O grande ceticismo é sobre como motivar e engajar a equipe se eles estão desmotivados. Em um dos relatos o líder declarou: “tenho a sensação de nunca dar conta de tudo que preciso fazer. A vontade é de ficar quieto em minha sala. Não tenho energia para agendar treinamentos, organizar reuniões, conversar com a equipe. Sinto estar deprimido ou então acabo ficando agressivo sem razão aparente”

Isto é verídico! Estudos apontam quadros de ansiedade ou mesmo depressivos como sendo uma das maiores causas de afastamentos em trabalhadores, confirmados por dados levantados pelas avaliações anuais do Instituto Nacional do Seguro Social.

Quadros de ansiedade e depressão fazem com que a garra e o brilho nos olhos desapareçam, dando espaço a pensamentos de fracasso, insatisfações, falta de animo, iniciativa e proatividade. Tudo isto impacta diretamente no líder e consequentemente irá abalar sua liderança. Imagine o dia a dia de um líder nesta condição. Quais mensagens estará passando para equipe? De que não vale a pena trabalhar na empresa? Por mais que se esforcem nada vai mudar? De que não darão conta do volume de trabalho? As razões podem estar ligadas a questões de recursos, relacionamentos conflituosos ou carga de trabalho. Tudo isto afeta a liderança da equipe.

Então vamos contornar estas dificuldades com algumas dicas!

1. Filtre a pressão que recebe.

Líderes são muito pressionados sim, mas é preciso filtrar a pressão para não contaminar a equipe. É preciso transformar a pressão em doses de motivação para os liderados, pois o líder representa esta equipe. Conversas de incentivo e de mobilização dão mais resultados que pressão! Mesmo que você esteja desmotivado, lembre de como o efeito dominó derruba todas as peças! Se você está desmotivado e repassa a pressão que recebe ao seu time, terá causado um efeito cascata prejudicando a produtividade e o clima, desestruturando emocionalmente os seus funcionários que deixarão de bater metas.

Então busque focar na sua equipe. Dê atenção merecida os direcionando e fazendo boa comunicação. Mesmo que você não receba motivação, você é responsável por motivar sua equipe, gerir questões que irão impactar na produtividade do grupo e também individualmente de cada liderado.

2. Olhe para si e busque ajuda!

Ao menor sintoma negativo, que possa afetar seu desenvolvimento, busque avaliar o que pode realmente estar acontecendo. Está cansado, desmotivado e insatisfeito? Então é hora de agir! Peça um feedback para seu superior! Ou seja, tenha aquela conversa franca e honesta sobre expectativas, pontos fortes e aqueles que precisam ser desenvolvidos, além de avaliar performance. O feedback é imprescindível para ter clareza sobre o que esperamos da empresa que estamos e o que é esperado de nós, pontuados em objetivos, metas e resultados esperados.

Você também precisa refletir sobre as causas da ansiedade ou do sentimento de depressão. Busque a raiz destes sintomas e faça um brainstorming sobre soluções. Ou seja, faça uma reflexão de ideias que possam ser alternativas para solucionar estes sentimentos.

Um brainstorming valioso dará resultados se:
– Tirar qualquer julgamento;
– Pegar uma folha de papel ou um quadro e anote tudo que vier a mente;
– Olhe para sua lista e escolha de duas a três questões que pareçam dar mais impacto.
– Coloque em prática.

Feito isso vamos a segunda dica que seria o líder avaliar o que está realmente acontecendo com ele, pois talvez esteja apenas enxergando os sintomas como: cansaço, desmotivação, insatisfação. Ele precisa ver as causas e tentar buscar soluções como por exemplo: pedir um feedback para seu superior imediato. Entendemos por feedback, uma conversa franca e honesta, sobre expectativas, pontos fortes e fragilidades e negociações de performance. O feedback poderá trazer para o líder maior clareza do que se espera dele, do ponto de vista de metas, resultados e forma de liderar. Em ressumo aqui vale uma profunda reflexão para investigar as causas principais, ou seja as “raízes dos sintomas “e depois fazer um brainstorming ou tempestade de ideias pensando várias alternativas para solucionar o problema. Para fazer um bom brainstorming vale algumas dicas como:

Tire qualquer julgamento;
Pegue uma folha de papel e vá anotando tudo que vier a mente;
Depois olhe para sua lista de escolha de duas a três questões que parecem dar mais impacto.
E coloque em prática.

3. Peça ajuda e colaboração

Até quando será possível carregar o piano sozinho nas costas? Quanto tem custado não dividir e querer resolver tudo sozinho? Nos momentos de adversidades você não pode ficar recluso! Conte com o apoio da sua equipe e tenha a certeza que a energia deles poderá recarregar a sua. Traga sua equipe para auxiliar na busca de soluções. Faça reuniões e escute o que eles têm a dizer sobre os desafios que podem estar tirando seu sono. Em conjunto olhando os desafios por outros ângulos será mais fácil achar saídas eficazes.

Entenda ser importante delegar mais atividades também! Liste suas tarefas e olhe para sua equipe: a partir desta lista você pode começar a elaborar um plano de delegação de atividades.

4. Busque ajuda especializada!

Também é preciso ajuda especializada de profissionais de saúde, talvez mudando seu estilo de vida com alimentação mais saudável, incluindo atividade física no seu dia a dia. Entenda que as atividades profissionais podem estar consumindo muita energia, e você precisa de fontes para recarregar as baterias que podem não estar sendo suficientes. Procure algo que possa contribuir com a mente e corpo. Não fique achando justificativas da falta de tempo e se esforce para deixar sua saúde física e emocional em dia.

A cada dia que passa e você deixa de tomar uma atitude faz a bola de neve crescer e se torar algo descontrolado, só aumentando sua angústia. Acredite no seu poder da ação, reúna coragem e vá em frente! Evite soluções complicadas ou pare de complicar o que é simples! Pense e aja de forma direta!

Tenho certeza que seguindo estas dicas você terá resultados e isto irá mudar sua energia interna saindo do negativo para o positivo, lembrando que energia positiva contagia toda a equipe, sendo fundamental para motivação e engajamento de todos!

Um abraço!